terça-feira, 16 de setembro de 2014

Da janela... ( Myrna)



Da janela... - Myrna 
(por:  Clayton Verlaine) 


Minha cabeça está doendo
eu não posso mais dormir em paz!!!
Me reviro nessa cama
ligo o rádio e giro o dial

E eu posso ouvir alguém cantando
sobre o veneno cor-de-rosa
que você chama dor amor...ôôô

Finalmente me levanto 
vou girando pela casa
da janela vou voando, só que eu não tenho asas

E eu posso ouvir alguém cantando
sobre o veneno-cor-de-rosa
que você chama  DOR  AMOR.... 

( ...da janela à calçada suja...)





quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Sagrado Coração




Sagrado coração - ( Por Clayton Verlaine - Myrna)

A nova decisão, está em minhas mãos
vou decidir meu novo rumo
e toda provação, será Revelação, o novo Armageddon
Pelas ruínas, a flor esguia,
que pega fogo e vira cinzas.
A tal bebida, que te alucina, não me embriaga!!
Esse teu sangue, é tão verde-escuro 
(Negro futuro)
Quero encontrar o meu... foco de luz!!
Uma outra saída, ou a nova Cruz
pelas avenidas, sem olhos azuis
nem beijos de traição
EU sou a salvação
meu Sagrado Coração!!!!!!!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Eu voltei, agora pra ficar!!


Eu voltei pelo Sol que ainda não morreu  nasceu. Eu fui , não gostei, aprendi e voltei. Vislumbrei o porvir, no raio do quarteirão, na música chula que está na boca do povão, o beijo amargo do doce amor. Beirei o desespero, sonhei com o sono perdido, não consegui cochilar. Me preparei por anos, dei o meu sangue por um copo d´agua. Pensei que fosse fácil o caminho da volta, mas, vi que na verdade o mais fácil era desistir de voltar. Desistir do objetivo, do motivo de levantar todos os dias e dizer a que vim. Pois é, pra você ver, não desisti. Voltei aqui, voltei por ti, voltei POR MIM!!