terça-feira, 21 de setembro de 2010

1992-Imagens de uma época transitória


 Eles haviam aparecido um ano antes,em 1991,lá de Seattle para o mundo,mas,eu ainda não havia despertado para o furacão que varria o mundo naquele início de década de 90.
Logo nos anos seguintes a minha vida mudaria de rumo completamente quando começaria a entrar naquele universo cinza e ao mesmo tempo colorido  desta banda de carreira curta e devastadora.Me marcou em 1996 e a mesma tinha acabado em 1994,com o suposto suicídio de Kurt Cobain,o garoto tímido que cresceu cercado de problemas familiares e acabou se tornando um ícone de sua época e até hoje é um dos maiores baluartes no quesito contracultura e inovação artística.Antes do Nirvana,o mundo musical era ditado por artistas que viviam no glamour e exibicionismo(egocentrismo),limitados pelas grandes gravadoras que ditavam o ritmo da produção cultural do artista.A turma de Seattle(Pearl Jam,Mudhoney,Alice in Chains e outros) era diferente,eles mesmo produziam seus shows,se vestiam como queriam,como se estivessem indo ao mercado.Deixou o legado e o aviso de que a música era mais importante do que a indúustria que a consumia,mas,seu maior líder acabou consumido,inclusive Michael Jackson,que foi desbancado por eles,também sucumbiu.


                                      Figura  que foi e voltou,roubou sim,mas,caiu mesmo porque enfrentou uma grande rede de TV que todo mundo sabe qual é.Será que foram os cara pintadas que o tiraram do poder?


                                                                                                     "How can i go on?"-Era o trecho da musica de Freddy Mercury e Montserrat Caballet,tema da Olimpiada de Barcelona-1992.Infelizmente,nosso eterno vocalista do Queen não sobreviveu para ver a competição,mas,sua arte o faz mais vivo do que eu e você juntos.

A IMAGEM JÁ DIZ MAIS POR MIL PALAVRAS:MENGÃO PENTA CAMPEÃO!!OUVIRAM SÃO PAULINOS: PENTA!!AGORA É HEXA!!


Amores platônicos,brigas colegiais,músicas memoráveis,infância inocente....doce época de obscuras esperanças alimentadas por luminosos sonhos.FELIZ ANO VELHO!FELIZ 1992!

OBS:"Decidi fazer este post totalmente fora dos padrões dos posts que faço,até porque ele tinha que vir assim,cheio de imagens da Belle Époque da minha infancia."


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Perfil nada comportado de um cidadão pequeno-Autoretrato 1

     "Preciso dominar o que você pensa,você não pensa por você mesmo".

                                           
Então é isso.Eu nasci,cresci,aprendi a andar,caí e levantei.Depois fui abandonado pelo progenitor(não chamo pai).Fui á escola,mas,aprendi a ler e escrever fora dela,apanhando...mas,sou grato a isso.Não me deformou,me ajudou.
Tentava ser amigo de todos,mas,na verdade,isto era impossível,no cinismo do dia-dia da  minha infância,as crianças não eram tão amáveis.Me prender era melhor,eu no meu universo paralelo em meio aos conflitos familiares caminhava sem ter noção exata do que acontecia,mas,sofria.Não entendia:sofrimento enobrece e ajuda á crescer.Crescendo desde 1981.
Os Natais em Irajá,"axé p´ra todo o mundo axé",dizia um jingle de um canal de televisão na época,quase fim dos anos 80,não sabia que tudo aquilo ficaria marcado p´ro resto da minha vida.Bezerra da Silva nas festas,carnavais de concursos de fantasia,amores platônicos impossiveis,Plano Cruzado,Primo Cruzado(lembra da Sessão Comédia no 4?),Roda de Fogo.

Já tinha uns 8 anos quando falavam de uma queda de um tal muro de Berlim,num certo dia 9,mesmo dia do meu aniversário,porém,num Novembro que realmente não me lembro o que fazia.Só que frequentava a escola,Abeilard Feijó,aquela mesma em que escrevi uma redação sobre meio ambiente e que inesperadamente foi p´ra um concurso de redações no Estado do Rio,tirando o 3º lugar.Queriam me condecorar bem cedo na escola,mas,como só chegava atrasado,só ganhei a medalhinha e um certificado um mês depois,ao som do Hino Nacional,com todos os coleguinhas da escola me olhando,e eu não tinha a noção exata  do que aquilo representava de fato,todo brasileiro sonha com este momento um dia,morre sem nunca ter sentido esta sensação  e eu ali,sonolento...isento do fato histórico.

O fato histórico "relevante" p´ra mim foi ter dançado Lambada na festa junina da escola(.."adocica,meu amor adocica...")...todas as meninas com a carinha pintada de caipiras,correria,um bem-viver...lá se foi o ano de 1990.Lá se foi a Abeilard Feijó e a sua Rainha da Sucata debaixo da saia.Veio o Collor...enfaixado de verde-amarelo.Anos rebeldes neLLe!
Veio 1991,me levaram p´ra Natal-RN...p´ra mudar a minha visão daquela vida que eu levava que achava ser a única,nada revolucionário,só mudei de sotaque por seis meses até voltar pro Rio de novo deslumbrado com uma viagem de ônibus que travessou vários estados e ate hoje não me esqueço e sei que vou repetir novamente...uma visão que não saiu da minha cabeça foi a de um pequeno cemitério de uma cidadezinha pela qual o ônibus passou...triste.A lembrança boa foram as montanhas e as lavadeiras na beira da estrada.
Até então os anos mais turbulentos estavam por vir ainda.E também o melhor ano da minha infância:1992.
Não era um pequeno cidadão mal comportado,afim de querer mudar o sistema e a vida das pessoas.A revolução era uma palavra que não pertencia ao meu dicionário,nem em 1992,demorou muito.
Voltarei no próximo post p´ra falar somente de 1992,ano que foi marcado por muitas mudanças no nosso cenário mundial,mas,principalmente pelas minhas experiências infantis.
Dedico este poema áquela criança que fui de 81 a 91:

PINGO

Pingo que foi no início
abandonado e entregue aos perigos do vício
madre forte,carregou-te contigo
ao peito o leite,na vida por um fio
Criança pobre,rico princípio..
De cá p´ra lá,daqui p´ra ali.
Sarney, depois o Tancredo,
o povo morrendo de medo
tornou-se o proprio coração de estudante
O fracasso se torna sucesso constante...brinquedo.
Viver é sempre crescer.






terça-feira, 1 de junho de 2010

SAUDADE!!QUANTO TEMPO FAZ!!!

"Tempo que passa,não volta mais...saudade,quanto tempo faz!!"

Sim,é o primeiro do ano.E hoje é o primeiro dia do meio do ano.O cabaret tava abandonado,confesso.Por demais até.Motivo?P´ra quem está agora aí do outro lado e chegou agora,me (ou nos) conheceu sabe da luta que é tentar manter um blog atualizado,rodando bonitinho e feliz(?).Motivo se chama trabalho,mais especificamente a corretagem.Eu entrei na corretagem de paraquedas para investir no ramo artístico,você aí sabe que no Brasil varonil de hoje em dia os artistas que não se bancam não acontecem,ou seja,eu não tenho padrinho que banque a minha vida de artista,aliás, a maior parte dos bons artistas brasileiros não o têm.Até a vida social é uma coisa que eu finjo tentar parecer que existe,bem,na verdade ela existe sim.Tenho uma namorada espetacular e atenciosa(mas,que precisa de atenção também),família,uma filhinha que está longe e tenho que me preocupar com o futuro dela.A minha grande chance era tentar a vida como corretor.Um bom corretor em média deve vender pelo menos um apartamento por mês.Isso acontece?Não. Na verdade perseverança é a palavra chave.perseverança e paciência,p´ra ver você todo dia sair de casa e gastar dinheiro(como sou autônomo...) e não ter garantias sobre nada.Nem de que você volta p´ra casa. Tendo um investimento inicial e trabalhando direito(não achando que está trabalhando e não o fazer como se deve) dá p´ra se ter um retorno razoável. E eu tenho um tempo nesta profissão como digo á todos os colegas.Eu sou é músico!!E músico não-famoso tem que se virar em várias atividades p´ra alimentar o seu sonho.Desistir,nunca!!!Se desistir eu morro de frustração e tédio.Fica aqui o desabafo,que há muito não dividia com vocês.Neste exato momento em que escrevo,estou aqui na Barra da Tijuca no salão de vendas da empresa,e por ironia do destino,aqui que sempre me afastou das coisas literárias e musicais acabou me servindo de cantinho p´ra escrever!!!Bem,aqui mesmo faço este desabafo ganhar o mundo através deste espaço que adoro e não deveria ter deixado tanto tempo de alimentar. Deixei até na ponta do post a foto de um dos empreendimentos e a região que está sendo a grande catalisadora de investimentos por causa da Olímpiada.Tá lá!! Portanto.Que eu volte sempre!!!