segunda-feira, 29 de junho de 2009

Michael Jackson:e o pop matou seu Rei!

Fala-se muito,resolvi colocar aqui vários aspectos que provavelmente culminaram na mudança visual,trauma psicológico,contribuindo assim para o fim de um dos maiores gênios que a música interplanetária já viu:Michael Joseph Jackson!!!

Vitiligo,segundo a Wikipédia é uma doença não-contagiosa em que ocorre a perda da pigmentação natural da pele. Sua etiologia ainda não é bem compreendida, embora o fator autoimune pareça ser importante. Contudo, estresse físico, emocional, e ansiedade são fatores comuns no desencadeamento ou agravamento da doença. Patologicamente, o vitiligo se caracteriza pela redução no número ou função dos melanócitos.

O vitiligo comumente traz disfunção emocional, tornando necessário o tratamento psicológico.

Teoria Imunológica:

Admite que o vitiligo é uma doença auto-imune pela formação de anticorpos antimelanócitos. É associada a doenças imunológicas, tais como diabetes, anemia perniciosa, lúpus, esclerose, síndrome de Down, tireoidite de Hashimoto, entre outras.

SABE-SE QUE MICHAEL JACKSON TINHA LÚPUS(Lúpus é uma doença rara, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico.No lúpus, a defesa imunológica se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, confundem o diagnóstico.),.......

....ALÉM DE OUTRO PROBLEMA,TALVEZ O MAIOR DE TODOS:

JOSEPH JACKSON

"O pai só exigia, só criticava, não dava o amor e a segurança que ele esperava ter....Michael foi esmagado psicologicamente pelo pai, mas, ao mesmo tempo, o único modo em que sabia viver foi aquele construído pelo pai."

"Sozinho em meio à multidão. Foi tão esmagado que esse modo de vida imposto pelo pai que “fixou-se” nesta posição existencial, e dela não saiu mais. Só sabia ser admirado, paparicado, e fazer de tudo, obsessivamente, para continuar a ser admirado, paparicado. Sua vida relacional, afetiva, foi “engolfada” por esta imagem construída. O excesso de ansiedade era resolvido de modo artificial, de modo “aditivo”: adição a drogas, adição a consumismo, adição a brincadeiras infantis, adição a uma sexualidade infantil. O primeiro tipo de adição matou seu corpo, o último tipo matou seu caráter."

"Aliás, para sermos justos, seu caráter já havia sido morto antes: um pai, como o dele, que condiciona o amor ao filho a partir de “tarefas” que este último tem de realizar, está “matando” a lei moral. A verdadeira moral é, antes de tudo, não o medo da lei, mas a vontade que temos de fazer os outros felizes, nem que estes “outros” sejam aqueles que já não estão mais entre nós: por exemplo, pais e mães, que nos deram amor, nos ensinaram a respeitar o outro, e já se foram."

"E esse pai truculento tendia a agredir o “pobre menino”; daí, Michael tender a se autoagredir, por exemplo, injetando quantidades letais de drogas para dentro dos “canos”."

"Acostumado a ter dinheiro demais, dinheiro inclusive para pagar mães de aluguel que traziam seus filhos no ventre, ele nunca aprendeu a “doar de si mesmo”, nunca aprendeu que amor e cuidados não se compram, se dão. Suas relações afetivas nunca passaram pelo sacrifício pessoal, que tenha recebido ou tenha dado, vez que seus pais, que eram quem lhe deviam ter passado isso, tinham com ele uma relação puramente operativa, concreta, interesseira."

....Alguns trechos:site do Diário da manhã,reprodução de trechos da coluna do Dr. Marcelo Caixeta

Taqui o link p´ra quem quiser ler a crônica na íntegra :

http://www.dm.com.br/materias/show/t/os_problemas_psiquiatricos_de_michael_jackson

'AND NO MATTER IF YOU´RE BLACK OR WHITE...."

Nenhum comentário: